UFMBB

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Página inicial Artigos O que nos ensinam as orações da Bíblia

O que nos ensinam as orações da Bíblia

E-mail Imprimir
 

A Bíblia pode ser chamada de O Livro de Oração. Há orações maravilhosas desde o Gênesis ao Apocalipse que, por terem sido sinceras e fervorosas, ficaram gravadas nas suas páginas para toda a eternidade. Elas foram dirigidas aos céus nas mais variadas circunstâncias por personagens bíblicos que tiveram fé em Deus e nas suas promessas.

O povo de Deus sempre orou. Nos montes, nas adversidades, na enfermidade, nas guerras e nos perigos. As orações da Bíblia revelam a grandeza da alma e a profundidade da espiritualidade de seus autores e servem de grande inspiração aos leitores da Palavra até os dias de hoje.

Tenho certeza de que muitas orações da Bíblia mudaram e continuam mudando vidas e mostram como alcançar o coração de Deus para uma vida de maior comunhão e intimidade com Ele.

• Orar não é dar ordens a Deus;

• Orar não é dizer a Deus o que queremos que nos faça rápida e positivamente;

• Orar é ter comunhão com Deus;

• Orar não é opção e sim, um dever do cristão que verdadeiramente deseja viver uma vida vitoriosa;

• Orar é buscar em Deus forças para vencer as lutas diárias que nós os crentes enfrentamos;

• Orar é glorificar a Deus pelas vitórias alcançadas através do poder de Seu Filho, Jesus Cristo.

Vamos, então, ao estudo, por partes:

1. Como orar efetivamente

Orar efetivamente quer dizer orar segundo a vontade de Deus e em nome de Jesus. Também significa receber de bom grado a resposta de Deus. Alguém disse que Deus responde orações com um SIM, com um NÃO ou ESPERE um pouco.

Vamos lembrar que o nosso tempo não é o tempo Dele. Pode ser que estejamos errados e precisemos crescer espiritualmente. Seja qual for a maneira como Deus responde, Ele é o Pai Celestial, sábio, que nos conhece e vai fazer o que é melhor para nós.

Orar efetivamente é ter uma hora certa para ler a Bíblia e orar. Pode ser pela manhã, pode ser na hora do almoço ou, ainda, à noite. O importante é ter um horário que funcione para você. O dia tem 24 horas e não será difícil separar alguns momentos para o cultivo da oração e experimentar uma mudança significativa na sua vida.

Orar efetivamente é ter um lugar para a oração. No seu lar, no trabalho, seja onde for, no silêncio, onde você possa falar e ouvir. Jesus falou da oração em segredo: "Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto..." (Mt 6.6).

Orar efetivamente é exercer disciplina. Veja o que Jesus sugere em Mateus 18.19: "Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus". Ter um parceiro de oração é saudável e fortalece a oração naquele horário comum.

Conversando com uma amiga em Cristo, muito especial, sobre a responsabilidade que recebi de preparar este estudo bíblico, ela trouxe à minha memória o que eu havia compartilhado com ela há muitos anos, sobre o costume de uma irmã da igreja. Ela escrevia o seu pedido de oração em um pedaço de papel e o guardava na sua Bíblia. Cada dia, ao ler a Bíblia, aquele pedido de oração lhe caía nas mãos, logo orava por ele e o colocava de volta. Os anos se passaram. Adquiriu uma nova Bíblia. Porém, certo dia, folheando a Bíblia antiga, qual não foi sua surpresa ao ler "aquele" pedido e constatar que Deus respondera a sua oração tal qual havia a Ele apresentado.

"Que maravilha!", exclamou, "o Senhor não somente ouve mas responde".

Há mulheres que registram os seus pedidos de oração num caderno especial, às vezes, até enfeitados com toques artesanais. Isto funciona muito bem e traz excelentes resultados já que na página esquerda coloca-se o pedido e a data quando se começa a orar e na página ao lado, à direita, a data quando Deus responde.

2. O que nos ensinam as orações do Velho e do Novo Testamento

VELHO TESTAMENTO

"Ó Senhor, Deus de meu senhor Abraão, dá-me hoje sucesso..." – Gênesis 24.12a (Oração de Eliezer, servo de Abraão).

"Não te deixarei ir, se não me abençoares" – Gênesis 32.26b (oração de Jacó).

"...rogo-te que me faças saber o teu caminho..." – Êxodo 33.13b (Oração de Moisés).

"...dá-me um sinal..." – Juízes 6.17b (Oração de Gideão).

"...e de mim te lembrares..." – 1Samuel 1.11b (Oração de Ana).

"Contra ti, contra ti somente pequei..." – Salmos 51.4a (Oração de Davi).

"Se me abençoares muitíssimo, e meus termos ampliares, e a tua mão for comigo, e fizeres que do mal não seja afligido!" – 1Crônicas 4.10 (Oração de Jabez).

"A teu servo, pois dá um coração entendido..." – 1Reis 3.9a (Oração de Salomão).

"Responde-me, Senhor, responde-me..." – 1Reis 18.37a (Oração de Elias).

"Agora, pois, ó Senhor nosso Deus, te suplico, livra-nos..." – 2Reis 19.19a (Oração de Ezequias).

"Bem sei que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido" – Jó 42.2 (Oração de Jó).

 

NOVO TESTAMENTO

"Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim" – Marcos 10.47b (Oração do cego Bartimeu).

"Senhor, socorre-me" – Mateus 15.25b (Oração da mulher cananéia).

"Senhor, salva-me" – Mateus 14.30b (Oração de Pedro).

"Aumenta-nos a fé" – Lucas 17.5 (Oração dos discípulos).

"Senhor, ensina-nos a orar" – Lucas 11.1b (Oração de um dos seus discípulos).

"Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem" – Lucas 23.34 (Oração de Jesus).

"Sim, Senhor, creio que tu és o Cristo, o Filho de Deus, que havia de vir ao mundo" – João 11.27 (Oração de Marta).

"Senhor, que farei?" – Atos 22.10a (Oração de Saulo no caminho a Damasco).

"Ora, vem, Senhor Jesus" – Apocalipse 22.20 (Última oração da Bíblia).

 

3. Através da oração Deus libera o seu poder

Conta-se que um crente, ao morrer, foi recebido por um anjo que lhe mostrou todo o esplendor do céu. Ao deparar-se com um imenso depósito, o crente perguntou:

– O que é isto?

O anjo respondeu:

– Tudo isto estava reservado para você. São as bênçãos que você nunca pediu.

Na carta de Tiago diz: "...e nada tendes porque não pedis". É preciso pedir, pois Deus tem prazer em dizer SIM. O folheto Cantor popular encontra a salvação (entrevista a João Falcão Sobrinho) relata a conversão fantástica do cantor de música popular José Tostes.

Embevecido pela vida artística mundana, shows e apresentações em vários países do mundo: microfone da CBC do Canadá, BBC de Londres, em Lisboa, Barcelona, Alemanha, sempre com sucesso, porém, longe de Deus.

Ao lado da fama e dinheiro, num quarto humilde do subúrbio do Rio de Janeiro, alguém orava pela sua salvação: Maria Eugênia Matos Tostes, sua mãe. Sozinha com seus sete filhos, era mulher de oração que trocara as ladainhas pela Bíblia. Sua grande paixão era a salvação de seus filhos. Era tão insistente que José pediu à sua mãe:

– "Mãzinha" (como era chamada), não me fale mais de Bíblia se deseja continuar recebendo visitas de seu filho.

A mãe lhe fez a vontade, porém, nunca deixou de orar por ele. Aos 76 anos de idade, após grave enfermida de, partiu, no dia 1º de abril de 1965, para estar com o Senhor. "Antes de partir, Maria Eugênia preparou cuidadosamente um embrulho, como quem se avia para um passeio: um vestido e um lenço de cabeça para o sepultamento. Deixou, também, um bilhete, instruindo seus filhos para que o lessem no seu culto funeral. Ali, então, diante do corpo sem vida da velha mãe, foi aberto o bilhete: 10 palavras apenas. Mas o que encerram de certeza, de amor, de fé, vale por um sermão: ‘Meus filhos, eu parto mas espero por vocês no céu’. Estas palavras foram escritas de seu próprio punho, momentos antes de partir. Diante da emoção dos filhos, netos e bisnetos de ‘Mãzinha’, José entregou sua alma a Cristo. Pediu perdão a Deus pelos 30 anos de rejeição. Pediu perdão ao Senhor pelos seus muitos pecados... as orações de sua mãe foram ouvidas. José Tostes foi salvo. Sim! Vai encontrar-se com sua mãe que o espera no céu"

Agora, salvo e transformado pelo poder de Deus, continua cantando. Deus lhe deu um ministério grandioso de louvor, exaltando e testemunhando o amor de Deus e o poder regenerador de Jesus nas igrejas e no programa Reencontro de televisão.

Atualmente, é membro da Igreja Batista Memorial em Niterói (RJ), onde é um dos solistas mais apreciados. Quando canta suas canções leva a congregação a cantar emocionada com ele: Se a saúde for embora, se em seu rosto o pranto rola, tenha fé em Deus. Vença todos os imprevistos, segurando a mão de Cristo, tenha fé em Deus, irmão. Tenha fé em Deus, tenha fé em Deus e atravessa a provação. Com Jesus no coração, tenha fé em Deus, irmão.

Conclusão

Em Apocalipse 8.3-4 lemos: "E veio outro anjo, e pôs-se junto ao altar, tendo um incensário de ouro; e foi-lhe dado muito incenso, para o pôr com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro, que está diante do trono. E a fumaça do incenso subiu com as orações dos santos desde a mão do anjo até diante de Deus". Não é maravilhoso saber que nossas orações estão guardadas no incensário de ouro? Reflita agora e decida-se por uma vida de oração eficaz. Amém.

Helga Repler Fanini, RJ
Educadora Religiosa, esposa de pastor e presidente da MCA da Igreja Batista Memorial em Niterói (RJ).

 
Banner

Proposta Educacional UFMBB

Revistas do trimestre










BLOGS UFMBB

Banner

Tema da CBB